[luzes.org] Onde estão os problemas: dentro ou fora de você? 
Login: 
Senha:   
Fazer cadastro conosco
O Site | Quem somos | Contato | Cadastre-se | Apoiadores
Equipe | Perguntas freqüentes

Home   Edições impressas   Cursos e Eventos   Todos os artigos  
Resenhas   Anuncie   Quer colaborar?  
Google

Você está aqui: Home » Artigos sobre Auto-ajuda
Artigo (veja mais 11 artigos nesta área)

Onde estão os problemas: dentro ou fora de você?


Para muitas pessoas as causas dos seus problemas, dificuldades e limitações encontram-se fora delas mesmas. Você já deve ter ouvido coisas assim:
• Não ganho mais porque a firma não me valoriza, ou
• Sou infeliz no meu relacionamento porque ele (ou ela) não me entende,
• Meus filhos são uns ingratos, não percebem minha dedicação.
São coisas que podem até estar acontecendo de verdade, mas quem se aprisiona neste tipo de pensamento está, sem perceber, tirando de si mesmo o poder e capacidade de mudar as coisas e transferindo-o para outras pessoas.

Esta transferência deste poder tão precioso dá origem a muitos distúrbios dos quais, geralmente, são tratados apenas os sintomas e que, justamente por isto, nunca desaparecem ou apenas mudam de forma.

Todos nós somos, em última instância, os culpados pelos nossos próprios problemas e também os únicos que podem resolvê-lo. Não estamos falando de mudar o mundo, mas sim a maneira como vemos as coisas, como os outros nos vêm e, principalmente, como interagimos como mundo tal como ele é.

Acontece que, quando não encontramos o poder da mudança dentro de nós mesmos, não temos como resolver os problemas e nem como deixar de sermos afetados pelas coisas que acontecem.

É assim que surge grande parte das doenças chamadas de “psicossomáticas”. Entre elas estão angústia, depressão, ansiedade e ataques de pânico. Outros tantos distúrbios surgem a partir de idéias equivocadas ou mal colocadas, como pensamentos de impotência, baixa auto-estima e sentimentos de injustiça. Em comum a todos estes problemas está a pessoa sentindo-se como se fosse a vítima da situação, dos outros e da vida.

Onde é que começam os problemas?



Muitos não sabem (ou não percebem) que se deixaram dominar pela fraqueza que eles mesmos se impuseram através de crenças e pensamentos equivocados. Este é um campo fértil para o aparecimento das doenças que acabam ganhando força e dominando o corpo e a alma da pessoa.

O ser humano não é apenas um corpo físico, mas uma unidade composta da parte física (o corpo), sua mente (consciente e inconsciente) e uma parte energética, que você poderia também chamar de “alma” ou “espírito”, conforme sua crença e religião.

O corpo físico é o reflexo de uma situação que, geralmente, começa na parte não-visível dos indivíduos que, por sua intensa interligação com o corpo físico, acaba se manifestando na forma de distúrbios mentais ou físicos no que se convencionou chamar de “doença”.

O corpo está em constante mutação e substituição de células. Quando as várias funções corporais se desenvolvem em conjunto dentro de uma harmonia, o corpo permanece num estado de equilíbrio chamado de “saúde”. Se uma função falha, compromete a harmonia do indivíduo e ele então entra num estado alterado chamado de “doença”. A doença é a perda relativa da harmonia.

Essa perturbação da harmonia acontece à nível de consciência, que é a parte espiritual do ser, e o corpo acaba simplesmente representando essa desarmonia. O “inconsciente” fica o tempo todo enviando mensagens ao “consciente”, sob a forma de tensões ou sofrimentos físicos e emocionais. Procurando silenciar essa tentativa de comunicação muita gente (inclusive médicos) utilizam medicamentos para acabar com os sintomas, sem perceber o que os causou.

E todo mundo sabe que não adianta tratar apenas dos sintomas de uma doença. Se a causa não for atacada, os sintomas permanecerão e tendem até a aumentar. Mas como achar as causas? Aí é que entram as diversas técnicas utilizadas pelos psicólogos e psicoterapeutas. Entre outras, existem os florais de bach, a regressão de memória, a hipnose, o relaxamento tudo isto costurado pela conversa ampla e aberta entre paciente e terapeuta. É preciso identificar o que está escondido lá no íntimo, no que se chama tecnicamente de “sombra”.

Muitas doenças, principalmente as de fundo emocional ou nervoso, simplesmente desaparecem, com todos seus sintomas, quando a pessoa se dá conta de onde tudo começou. Às vezes o corpo físico já começou a apresentar problemas que precisam ser tratados pelos remédios da medicina tradicional, mas uma vez que a origem do problema foi encontrada a cura costuma ser completa e a pessoa entra em uma nova fase de sua vida, com mais alegria, motivação e prazer de viver. Pense nisto, e veja bem onde é que você está localizando a origem de seus problemas. E, se precisar, consulte um terapeuta de sua confiança. Ele existe justamente para isto.

Publicado em 19/03/2009 às 19:16 hs, atualizado em 01/07/2016 às 10:50 hs


Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato
Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato

Nenhum comentário até o momento.

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Login:
Senha:
  • Se você já se cadastrou no site, basta fornecer seu nome e senha.
  • Caso ainda não tenha se cadastrado basta clicar aqui.


TEMOS MAIS 11 ARTIGOS SOBRE :
O Pensamento e a Alergia
Inteligência Emocional pode ser a chave para o sucesso
Carência afetiva - Inimiga número um do nosso crescimento
Não consigo emagrecer. A quem você deseja agradar?
Largue o papel de vítima!
Como desenvolver a auto-confiança
Melhore a sua aparência física
O que você quer para você?
Dependência dos outros: o vazio que só você mesmo pode alimentar
Nossa auto imagem
Grupos de estudo em psicanalise e os caminhos que desejamos percorrer

 

SEJA VOCÊ TAMBÉM UM COLABORADOR!

Colabore com nosso site, contribua para o desenvolvimento da Psicanálise e, de quebra, aumente seu currículo e promova sua empresa!
É simples:
  • Se você é uma pessoa física e deseja colaborar com notícias, artigos e sugestões, veja a seção Quero colaborar
  • Caso tenha uma empresa do setor e quer divulgá-la junto aos nossos visitantes, veja a seção Anuncie
  • Caso sua empresa faça Assessoria de Imprensa para um ou mais clientes, você pode mandar os releases para nossos repórteres e teremos a maior satisfação divulgar as notícias neste espaço.
  • Se você é um órgão de imprensa, contate-nos em imprensa@luzes.org e conheça as várias maneiras para interagir com nosso site e nossos visitantes.

Tel (11) 3483-9868
Fax (11) 2368-4666
Email: contato@luzes.org
  • Por favor entre em contato para qualquer dúvida, imprecisão do conteúdo ou informação indevidamente divulgada.
  • Os artigos e demais informações assinadas são de integral responsabilidade de seus autores.
  • O conteúdo deste site está protegido pelo Acordo Internacional da Creative Commons.
  • Os produtos e serviços de terceiros aqui divulgados são de inteira responsabilidade de seus anunciantes.
  • Nosso nome, logomarca e demais sinalizações estão protegidas na forma da lei.